Inteligência Artificial

iPhone terá sistema de IA próprio e pastas bloqueadas por senhas; veja outras novidades

Apple anunciou sistema de inteligência pessoal chamado Apple Intelligence, além de novidades no iOS 18, iPad, Apple Watch e Vision Pro

Tim Cook durante WWDC 2024 (Captura de tela/Reprodução)

Tim Cook durante WWDC 2024 (Captura de tela/Reprodução)

Laura Pancini
Laura Pancini

Repórter de Tecnologia e Inteligência Artificial

Publicado em 10 de junho de 2024 às 15h35.

Última atualização em 20 de junho de 2024 às 13h55.

Tudo sobreApple
Saiba mais

A Apple anunciou as novidades de seus principais produtos durante a Worldwide Developers Conference (WWDC) nesta segunda-feira, 10. Ao invés de focar somente em inteligência artificial, a empresa de Tim Cook anunciou soluções focadas em melhorar a usabilidade de seus dispositivos e deixou o tema de IA para o final.

Rumores em volta do que a Apple iria anunciar no WWDC circulam a internet há meses. No geral, indicavam que a empresa estava procurando um chatbot para chamar de seu, assim como os celulares Android já contam com o Gemini como assistente padrão. O jornalista Mark Gurman, da Bloomberg, que costuma trazer informações certeiras sobre a Apple, disse que a empresa anunciaria emojis com IA e uma parceria com a OpenAI para "redesenhar" a assistente Siri, o que não aconteceu. Até um acordo com o Google e uma possível colaboração com a Anthropic, que recentemente recebeu investimento de US$ 4 milhões da Amazon, possivelmente estavam na mesa.

Na realidade, a Apple anunciou seu primeiro sistema de inteligência pessoal, o Apple Intelligence, e focou em atualizações dos sistemas operacionais — iOS 18, macOS 15, watchOS 11, iPadOS 18 e visionOS 2 — com melhorias e atualizações de design. Pequenas ferramentas que já são antigas no Android, como senha em apps e pasta segura, também foram anunciadas. Veja as principais novidades anunciadas pela Apple:

Apple Intelligence, a IA da Apple

O Apple Intelligence integra a criação de textos e imagens em todo o sistema Apple. Ele é diferente de um chatbot, como o assistente Gemini do Google ou a própria Siri, e funcionará como um sistema de inteligência pessoal.

"Queremos ter certeza de que o resultado seja poderoso, intuitivo e integrado. Tem que entender e estar fundamentado em seu contexto pessoal, como sua rotina, seus relacionamentos, comunicações e muito mais. E claro, tem que ter privacidade", disse Tim Cook durante o painel no WWDC. "Tudo isso vai além da inteligência artificial. É inteligência pessoal e é o grande próximo passo da Apple".

Para garantir personalização e privacidade, a Apple afirma que a IA vai coletar dados de usuários para otimizar a experiência, mas nunca compartilhá-los. Um exemplo é recurso de recapitulação inteligente, que fornece resumos de notificações perdidas, mensagens de texto, páginas da web, artigos de notícias, documentos e outras formas de mídia.

O assistente pessoal Siri também recebe uma atualização com interações mais naturais e a possibilidade de usá-lo dentro de aplicativos. É possível, por exemplo, buscar por uma foto do seu RG e pedir para a Siri completar o formulário com as informações disponíveis na imagem. Outra ideia é pedir por informações que estão perdidas em mensagens de texto, como um evento marcado com muita antecedência, e imediatamente pedir pelas informações de rota. Antes disponível somente por comando de voz, agora a assistente também estará disponível por comandos de texto.

ChatGPT integrado nos sistemas da Apple

Outra novidade aguardada foi confirmada. Depois de um vagaroso namoro entre a fabricante do iPhone e apresenta do ChatGPT, a OpenAI, a Apple anunciou uma integração que permite usar o chatbot de forma integrado com os sistemas operacionais da Apple.

Uma vez conectados, os usuários podem selecionar ChatGPT como modelo para usar dentro do Siri e como parte das novas ferramentas de escrita inteligente e outros recursos do iOS 18, iPadOS 18 e macOS Sequoia.

A integração ChatGPT estende a funcionalidade gratuita do Apple Intelligence integrada ao sistema operacional. Por exemplo, se você fizer uma pergunta ao Siri que ele não consegue responder, ele poderá passar para o ChatGPT para responder à consulta.

Os usuários podem aproveitar as cotas gratuitas usuais para uso do ChatGPT ou conectar suas assinaturas pagas para usar os benefícios do ChatGPT Plus.

A Apple indicou que está trabalhando em parcerias com outros fabricantes de modelos de IA para oferecer aos usuários mais opções no futuro. Portanto, embora o ChatGPT da OpenAI seja a única opção para começar, espera-se Google Gemini e outros modelos sejam oferecidos no futuro.

Essas funcionalidades serão implementadas de forma gradual, com novas capacidades sendo adicionadas durante o ciclo de vida do iOS 18, em 2025.

Outras novidades do evento

A Apple dobrou a aposta no Vision Pro, óculos inteligente que foi lançada no início do ano e tem custo mínimo de US$ 3.499, e anunciou a chegada do produto em novos países da Europa e da Ásia. A empresa também anunciou o Vision OS 2, seu novo sistema operacional. Novos aplicativos e melhorias nos já existentes, como fotos tridimensionais na galeria, também foram anunciados.

Outro destaque foi o Apple Watch, que recebeu melhorias na tela inicial, como design mais personalizável e notificações mais detalhadas, e um aplicativo de saúde mais rico em informações, chamado Vitals.

O aplicativo de Notas do iPad foi otimizado no iPadOS 18. É possível desenhar cálculos e receber respostas automáticas, transformar sua letra em uma caligrafia própria e editar o texto desenhado como se fosse um documento qualquer.

Apple Watch: o último lançamento do relógio inteligente da marca (Apple/Divulgação)

Novidades no iOS 18

O novo sistema operacional do iPhone também conta com melhorias no design e na usabilidade do smartphone. Veja as principais novidades:

Tela inicial personalizável

O iOS 18 permitirá uma customização maior da tela inicial do iPhone, como alterar as cores dos ícones dos aplicativos para qualquer tom. O tradicional padrão de grade dos dispositivos Apple também será opcional, permitindo aos usuários organizá-los livremente.

Privacidade

Agora, a Apple oferece a opção de bloquear qualquer aplicativo com senha ou Face iD ou ocultá-lo totalmente da tela inicial. Também será possível criar uma pasta segura, semelhante ao do Android, que também conta com proteção para obter acesso.

Melhorias no app de mensagens

Sem wi-fi ou sinal? Sem problemas. Será possível enviar mensagens via satélite com o iOS 18, mas ainda não está claro se a novidade estará disponível somente para os Estados Unidos.

Pagamentos via iPhone

Uma nova ferramenta vai permitir transformar o iPhone em uma espécie de máquina de pagamento, que recebe transações de outros smartphones Apple.

Acompanhe tudo sobre:AppleInteligência artificial

Mais de Inteligência Artificial

Nova IA para Alexa? Amazon vai atualizar serviço e pretende cobrar por isso, diz site

A IA no cotidiano: entre a produtividade e o riso

OpenAI melhora processo de recrutamento por temer espiões chineses

A inteligência artificial consegue contar boas piadas? Pesquisadores fizeram o teste

Mais na Exame