Brasil

Inmet alerta para onda de calor em SP, MS e PR, e acumulado de chuvas no Nordeste; veja previsão

Ainda segundo o instituto, RJ e MG também devem ter elevação nas temperaturas nos próximos dias

A woman cools off in a water game at the Parque de los Ninos (Children's Park), in Buenos Aires, on January 13, 2022, as an intense heat wave affects the metropolitan area of the Argentine capital and its surroundings. (Photo by Alejandro PAGNI / AFP) (Photo by ALEJANDRO PAGNI/AFP via Getty Images) (ALEJANDRO PAGNI/AFP via Getty Images/Getty Images)

A woman cools off in a water game at the Parque de los Ninos (Children's Park), in Buenos Aires, on January 13, 2022, as an intense heat wave affects the metropolitan area of the Argentine capital and its surroundings. (Photo by Alejandro PAGNI / AFP) (Photo by ALEJANDRO PAGNI/AFP via Getty Images) (ALEJANDRO PAGNI/AFP via Getty Images/Getty Images)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 11 de junho de 2024 às 08h52.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) lançou um novo alerta de "Perigo Potencial" para onda de calor em São Paulo, no Paraná e em Mato Grosso do Sul. O fenômeno ocorre quando a temperatura fica 5ºC acima da média em um período de, no mínimo, 2 a 3 dias. Os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais também devem sentir a elevação nas temperaturas nos próximos dias. No Nordeste, há um alerta de "Perigo Potencial" para acumulado de chuvas. Já no Sul, a previsão é de tempo claro e sem chuva.

De acordo com o instituto, para as regiões Sudeste e Centro-Oeste, há previsão de tempo quente e seco. Ainda há possibilidade de chuva fraca e isolada em áreas de São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Veja alertas emitidos pelo INMET para esta terça-feira

— Nesse primeiro momento (a onda de calor) está atingindo o Mato Grosso do Sul, uma parte noroeste do Paraná e São Paulo, que já estão registrando essa alta nas temperaturas. Aliás, desde o dia 6 estão sendo registrados desvios, então foi colocado o alerta — explica Andrea Ramos, meteorologista do Inmet.

No estado de São Paulo, a previsão é de onda de calor nas cidades de São José do Rio Preto, Presidente Prudente, Bauru e Assis. Com o alerta, as temperaturas podem ficar 5ºC acima da média no período de dois a três dias. Na capital paulista, a previsão é de sol, com aumento de nebulosidade durante a tarde, sem chuvas. A mínima é de 15ºC e máxima de 28ºC.

— O alerta amarelo indica que pode ficar de três a cinco dias. O Inmet segue analisando porque a tendência é ter aumento de temperatura, nos próximos dias, no sul de Minas Gerais, Rio de Janeiro e até o sul do Espírito Santo. E para o final de semana, vai seguir com essa tendência de elevação das temperaturas — pontua Ramos.

No Rio, a previsão é de céu com poucas nuvens e sem chuva. Segundo o Alerta Rio, o tempo permanece estável até sexta-feira por conta da atuação de um sistema de alta pressão. Os ventos seguem fracos a moderados e temperaturas estáveis. A mínima é de 18°C e máxima de 31°C.

As altas temperaturas estão acima da média esperada, de 28,7 °C. Segundo o Alerta Rio, a climatologia prevista para o mês de junho é de temperaturas mais amenas, por ser um período de transição do outono para o inverno. Também é previsto o menor volume de chuva. E há maior possibilidade dos dias começarem com ocorrência de névoa ou de nevoeiro.

Região Sul

O Rio Grande do Sul, estado que foi fortemente atingido pelas chuvas no último mês, tem previsão de temperaturas mais altas e chuva localizada. Segundo o MetSul, nesta terça-feira, o sol aparece com nuvens e há possibilidade de chuvas isoladas e com baixos acumulados em regiões da metade sul do estado gaúcho. Durante a tarde, entre a fronteira oeste e noroeste, o calor se mantém.

De acordo com o Inmet, as chuvas só devem voltar a ocorrer no estado gaúcho a partir de sábado. A previsão é que atinja o sul do RS por conta da passagem de um sistema frontal. Ao longo do fim de semana, Santa Catarina também pode ser atingido pelas chuvas.

Já no Paraná, o alerta de "Perigo Potencial" para onda de calor atinge as áreas do norte pioneiro, norte central, centro ocidental, oeste e noroeste do estado.

Região Nordeste

Já no Nordeste, o Inmet emitiu um alerta de "Perigo Potencial" para acumulado de chuva na Bahia, na região do sul e centro sul, além da área metropolitana de Salvador, capital do estado. Segundo o instituto, pode chover até 50mm/dia. Também há baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos.

O instituto alertou que ao longo da semana pode ocorrer chuva na faixa leste da região, especialmente entre os estados do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, bem como em áreas dos estados de Sergipe, Alagoas e Bahia. As instabilidades nestas áreas ocorrem devido ao transporte de umidade do oceano para o continente. Também podem ocorrer pancadas de chuvas isoladas em áreas da faixa norte, desde o Maranhão até o Rio Grande do Norte. Já no interior da região, a previsão é de tempo quente e sem chuva.

Região Norte

No Norte, também há um alerta de "Perigo Potencial" para chuvas intensas em áreas do Pará, Amazonas, Roraima e Amapá. Com o alerta, há previsão de chuva até 50 mm/dia e ventos intensos (40-60 km/h). Ainda existe um baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

Por conta da combinação do calor e alta umidade, as chuvas ocorrem nas áreas do centro-norte do Amazonas e do Pará, bem como nos estados de Roraima e Amapá. Nas demais áreas, não se descartam pancadas de chuvas isoladas com menores acumulados.

 

Acompanhe tudo sobre:Clima

Mais de Brasil

Uso de inteligência artificial cresce acende sinal de alerta no TSE para eleições municipais

Inmet emite alerta de 'Perigo' para o RS; PR e SC podem ter ventos de até 100 km/h

Professores encerram greve nas universidades federais de todo o país depois de dois meses

Manifestantes contrários ao PL Antiaborto voltam a ocupar ruas

Mais na Exame